Bem vindo!

Bem vindo!

INSTAGRAM



Instagram

Seguidores

INOCÊNCIA

Posted by: Juℓi Ribeiro in ,






INOCÊNCIA

Repleta de curiosidade e incerteza...
Docemente desperta para a vida.
Olhos coloridos sem tristeza.
Deslumbrados com a terra prometida.

No abraço de um anjo a surpresa!
A magia e fantasia perdida.
Seu sorriso é imensa riqueza.
A paz encontra adormecida.

Infância e brincadeiras do passado.
A felicidade procura e alcança.
Pelos jardins dourados tu vais...

Nos braços queridos do amado.
Renascendo na meiga lembrança.
Fecha os olhos e sonha mais...

Juli Ribeiro

Soneto publicado no Recanto das Letras em 27/03/2008 Código do texto: T919047
Esta obra está licenciada sob uma
Licença Creative Commons.
Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original
Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Você não pode criar obras derivadas.

PÁSCOA

Posted by: Juℓi Ribeiro in , , ,










PÁSCOA

P-Paz que nos abraça e reflexão.
A-Amor desabrochando em confiança.
S-Sentimento ressurgindo, tempo de renovação.
C-Construindo novos caminhos na esperança...
O-O milagre dos sonhos e desejos, um novo tempo!
A-A vida renascendo, na chama da fé e do perdão.

Juli Ribeiro

Acróstico publicado no Recanto das Letras em 21/03/2008 Código do texto: T910549
Esta obra está licenciada sob uma
Licença Creative Commons.
Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original
Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.











ATUALIZANDO A AGENDA:
-Dia 08 de Março-Dia internacional da Mulher

"Bem aventurada a mulher que ao lado do homem,
exercita a própria insubstituível responsabilidade na família,
na sociedade, na história e no universo inteiro"
(Autor desconhecido)

-Dia 14 de Março- "Dia Nacional da Poesia"
-Dia do aniversário do Poeta Castro Alves,
Poeta brasileiro, que nasceu na Bahia, atual município de Cachoeira, em 1847 e faleceu em Salvador em 6 de janeiro de 1871.

Para Castro Alves, um beijo poderia ser eterno...

BEIJO ETERNO

Quero um beijo sem fim,
que dure a vida inteira e aplaque o meu desejo!
Ferve-me o sangue.
Acalma-o com teu beijo,beija-me assim!
O ouvido fecha ao rumor do mundo, e beija-me, querida!
Vive só para mim, só para a minha vida,
só para o meu amor!Fora, repouse em paz dormindo em calmo sono
a calma natureza, ou se debata, das tormentas presa,
beija inda mais! E, enquanto o brando calor
sinto em meu peito de teu seio,
nossas bocas febris se unam com o mesmo anseio,
com o mesmo ardente amor!

Diz tua boca: "Vem!" Inda mais! diz a minha, a soluçar...
Exclama todo o meu corpo que o teu corpo chama:
"Morde também!" Ai! morde! que doce é a dor
que me entra as carnes, e as tortura!
Beija mais! Morde mais! que eu morra de ventura,
morto por teu amor!
quero um beijo sem fim, que dure a vida inteira e aplaque o meu desejo!Ferve-me o sangue: acalma-o com teu beijo!Beija-me assim! O ouvido fecha ao rumor do mundo,
e beija-me, querida! Vive só para mim,
só para a minha vida, só para o meu amor!

(Castro Alves)

-Dia 20 de Março- Dia do Blogueiro
Parabéns para todos os blogueiros!

Essa que eu hei de amar…

Posted by: Juℓi Ribeiro in , , ,
















Essa que eu hei de amar…

Essa que eu hei de amar perdidamente um dia
será tão loura, e clara, e vagarosa, e bela,
que eu pensarei que é o sol que vem, pela janela,
trazer luz e calor a essa alma escura e fria.

E quando ela passar, tudo o que eu não sentia
da vida há de acordar no coração, que vela…
E ela irá como o sol, e eu irei atrás dela
como sombra feliz… — Tudo isso eu me dizia,

quando alguém me chamou. Olhei: um vulto louro,
e claro, e vagaroso, e belo, na luz de ouro
do poente, me dizia adeus, como um sol triste…

E falou-me de longe: "Eu passei a teu lado,
mas ias tão perdido em teu sonho dourado,
meu pobre sonhador, que nem sequer me viste!

"Guilherme de Almeida"

Mais sobre Guilherme de Almeida em:
http://www.biblio.com.br/Templates/biografias/guilhermedealmeida.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Guilherme_de_Almeida


As vezes nos perdemos em nossos próprios sonhos
e sofrimentos. Não conseguimos visualizar
e valorizar o tempo presente.
Assim perdemos momentos e pessoas preciosas...
Que vão embora como o vento, através da janela da vida.
O tempo não volta e precisamos ficar atentos
a beleza oculta aos nossos olhos, que todas as manhãs nos ofereçe o sorriso do novo dia...

(Juli Ribeiro)


Pensamento publicado no Recanto das Letras em 16/03/2008 Código do texto: T903086
Esta obra está licenciada sob uma
Licença Creative Commons.
Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original
(Juli Ribeiro. http://www.recantodasletras.com.br/autores/juliribeiro).
Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

As mulheres na visão de Gibran:

Posted by: Juℓi Ribeiro in ,

Hoje é o dia internacional da mulher.

Quero homenagear todas as mulheres
através das belas palavras
de Gibran Kahlil Gibran, "O Poeta do Amor".














Devo á mulher tudo que sou,
desde a minha infância até hoje.
A mulher abriu as janelas de minha visão
e as portas de minha alma.
Que seria de mim sem a mulher?
- a mulher-mãe, a mulher-irmã,
a mulher-amiga, a mulher amada?

(Gibran)

"Os homens que não perdoam nas mulheres,
suas pequenas falhas,
jamais desfrutarão de suas grandes virtudes"

(Gibran)

Gibran Khalil Gibran (6 de janeiro de 1883, Bsharri, Líbano - 10 de abril de 1931, Nova Iorque)
foi um ensaísta, filósofo, prosador, poeta, conferencista e pintor estadunidense de origem libanesa. Khalil Gibran produziu uma obra literária marcada pelo misticismo oriental, que alcançou popularidade em todo o mundo. A obra literária de Gibran, acentuadamente romântica e influenciada pela Bíblia, Nietzsche e William Blake, trata de temas como o amor, a amizade, a morte e a natureza, entre outros. Escrita em inglês e árabe, expressa as inclinações religiosas e mística do autor. Sua obra mais conhecida foi "O profeta".Seu nome completo é Gibran Kahlil Gibran, assim assinando em árabe. Em inglês, preferiu a forma reduzida e ligeiramente modificada de Khalil Gibran.

FEEDJIT Live Traffic Feed

Buttons - Parceiros



BlogBlogs.Com.Br Poem Blogs -  Blog Catalog Blog Directory Assinar com Bloglines
blog search directory Blogarama - The Blog Directory Site Meter Add to any service